quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O POETA



Palavras são veias dentro do corpo
A pulsar de emoções,
São seiva de amor e dádiva,
De entrega, sofrimento e dor,
Silentes, se dão no tempo
Como a alma do poeta
Que as abraça em fogo lento...
E se consome na chama,
Morrendo sempre nas palavras,
Renasce sempre no poema.

Autora: Isabel Vilaverde
(@Todos os Direitos Reservados).
9 Novembro 2011

Imagem: Google.


2 comentários:

  1. "Palavras... são veias dentro do corpo
    A pulsar de emoções..."
    Que poema maravilhoso, Isabel...

    ResponderEliminar

 
Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 2.5 Portugal License.