segunda-feira, 26 de agosto de 2013

NO ÍNTIMO DE UM BEIJO



Chegaste de mansinho à minha vida,
Trazias nos olhos um raio de arco-íris,
Nas palavras as cores quentes do Verão,
E nos gestos a simplicidade e a paixão.
Levaste-me contigo nos passos lentos da descoberta,
Nas vagas ondulantes dos carinhos,
Pelas noites vagarosas de pleno luar.
Ficámos de mãos dadas junto à praia,
Na quietude de um abraço demorado,
Com os olhos perdidos na lonjura da baía.
Luzes pontilhando a noite escura,
E nós, no mais íntimo de um beijo,
Náufragos num mar de desejo,
Apagando lentamente a mágoa e a desventura.

Autora: Isabel Vilaverde
(@Todos os Direitos Reservados).
27/07/2013

Imagem: Autor desconhecido.


sábado, 17 de agosto de 2013

INSÓNIA



Agita-se ébria a noite em mim,
Insónia perdida em meu corpo,
Deambulas febril pelos meus sonhos,
Como um vento de Outono louco.

Voltas do tempo esquecido,
A este lugar há muito despido,
Teus cabelos são fios de prata,
No meu olhar a saudade perpassa.

Caminhei sem horizonte horas de solidão,
As pedras dos caminhos refresquei,
Na sombra das árvores a meditar me sentei.

Sorriram meus olhos quando te vi,
Minhas asas de condor no teu peito abri,
E os beijos da minha boca morreram todos em ti!

Autora: Isabel Vilaverde
(@Todos os Direitos Reservados).

Imagem: Google. Autor Desconhecido.



 
Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 2.5 Portugal License.