terça-feira, 18 de julho de 2017

NOITE DESPIDA




Vem adormecer no meu peito o teu cansaço,
Deixar impregnado em mim o teu cheiro,
Abraçar-me na noite despida de medos
sob a prata do luar...
Vem enredar-me num manto tecido de sonhos
por acordar,
O labirinto do meu corpo descobrir devagar...
Vem, perdido de desejo, numa fogueira de beijos,
os sorrisos multiplicar.
Vem, amor, sempre que o teu coração o meu quiser
amar.

Autoria: Isabel Vilaverde
(@Todos os Direitos Reservados).
29-06-2017

Dedicado  a alguém muito especial...

Imagem: Google.


quarta-feira, 28 de junho de 2017

LOBO SOLITÁRIO

 


   Não estou certamente enganada. É um lobo solitário. Almoçou, tranquilamente, sentado a uma mesa ao lado da minha. Sujeito de compleição magra, face enrugada e cabelo grisalho. Estatura mediana e olhar inquieto. Meneia a cabeça muitas vezes, demasiadas vezes, e gesticula, creio, sem se dar conta. 
   Hoje almoçou lombo assado com batatas fritas e arroz, dose a dobrar de hidratos de carbono, o habitual dos almoços à pressa, entre horas de trabalho e bebeu uma imperial. Rematou o almoço com uma mousse de chocolate. 
     Levantou-se, em seguida, dirigindo-se à saída sem que, antes, num gesto mecânico e ainda dentro do snack-bar, tenha acendido o maldito cigarro. Certamente um prazer do qual não prescinde, haverá anos, mas que me incomodou quando o cheiro a nicotina me chegou às narinas, aprimoradas na detecção do mais indelével indício do repudiado tabaco. Abriu a porta e, de cigarro ao canto da boca, saiu meneando a cabeça, sem dúvida um tique adquirido por anos de solidão...
     É um lobo solitário, entre uma matilha de indiferentes onde se fala,  se gesticula, se passa ao lado da vida, por vezes, num viver de ilusão, onde todos, à maneira de cada um, permanecemos escondidos dentro das nossas próprias conchas. 
     Talvez este lobo solitário esteja mais próximo de Deus e da sabedoria do mundo. 


Autoria do Texto: Isabel Vilaverde
28-06-2017
(@Todos os Direitos Reservados). 

Imagem: Google.


 
Licença Creative Commons
This obra is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 2.5 Portugal License.